DIÁRIO DE ISABELA FREITAS

Por Isabela Freitas

11 / junho / 2014

 

Coluna dia dos namorados (oficial)

Esse lance de passar o Dia dos Namorados sozinha nunca me grilou, na real. Eu não sou do tipo que sente naúseas ao ver um casalzinho se amando no ponto de ônibus, nem me incomodo com declarações de amor exacerbadas nas redes sociais. Às vezes só penso comigo mesma: ”desnecessário”. Mas dou um voto de confiança para o amor, afinal ele é brega e gosta de gritar aos quatro cantos do mundo todo seu sentimento.

Dia desses escutei uma conversa no elevador que me chamou atenção. Eram duas meninas, colegiais – percebi pelo uniforme. Enquanto a loirinha passava blush rapidamente nas bochechas, a ruiva tagarelava:

– Eu pre-ci-so encontrar uma companhia para esse Dia dos Namorados. Não, tipo assim, você não tá entendendo amiga. Preciso muito!

A loira resmunga assentindo com a cabeça, e a ruiva continua frivolamente:

– É sério, me bate uma deprê ficar sozinha nesse dia. Você acha que o Marcos aceitaria sair comigo?

– Marcos? Mas você deu o fora nele semana passada, Ana…

– E daí? Eu só quero sair UM dia com ele. Depois podemos voltar ao status de solteiros. É só pra fazer companhia mesmo. Você fala com ele por mim? Por favor? Por favor?

– Ana, eu…

– Obrigada, amiga! Você é a melhor.

O resto da conversa eu não pude ouvir, mas fiquei pensando sobre o assunto delas durante horas. Pelo que entendi, era mais ou menos assim: Ana tinha um namorado, Ana não-gostava-enjoou-sei-lá-o-quê e terminou com ele, Ana não queria passar o Dia dos Namorados sozinha, Ana ia pedir (implorar?) para o ex aceitar o posto de namorado por um dia, Ana iria ao japonês e tiraria fotos sorrindo ao lado dele – claro, para posteriormente postar no Instagram. Acho que resumi bem.

É claro que tem dias que a solidão bate forte no peito e nos sentimos as únicas no mundo. Únicas que ainda não tem um diploma universitário. Únicas que não tem um bom emprego. Únicas que ainda não encontraram alguém legal. Mas, ei, juntando todas as únicas, somos um exército. E convenhamos, melhor do que uma companhia que não te acrescenta em nada é estar livre para fazer o que se quer. Não podemos juntar todas as frustações que temos em um só dia do ano. Condenar casais inocentes com o olhar, ou perder a paciência com as mensagens que vão brotar no Facebook. Sair leiloando o seu ”dia 12”, e servir de prêmio no fim da noite é decadente. Você não precisa disso.

Quem ama o prazer de sua própria companhia nunca está sozinho. Leia um livro, veja seus filmes preferidos, assista ao jogo da Copa, saia com as amigas, e adivinha… o dia ainda vai ter 24 horas. É um dia normal. Só que com uma pitada de amor a mais. Isso devia servir como inspiração, e só.

Tags .

Isabela Freitas é autora de Não se iluda, não e de Não se apega, não, o primeiro livro jovem nacional da Intrínseca. Em 2011, começou seu blog, que já soma mais de 130 milhões de visualizações. Estudante de Direito, pretende cursar Jornalismo um dia. Mora com os pais em Juiz de Fora (MG), onde nasceu.

VER TODAS AS COLUNAS

Comentários

9 Respostas para “DIÁRIO DE ISABELA FREITAS

  1. Goste do texto, acho exatamente isso!! Mt desnecessário as pessoas ficarem deprimidas só por causa do dia q é dos namorados e desejar namorado só pra passar ou postar fts nas redes sociais…

  2. Texto incrível!!!! parabéns Isabela ♥♥♥

  3. Eu terminei a 3 dias meu namoro,não é nada fácil,mas seguir em frente faz parte ,Lindo Texto!!!! Amei.

  4. Resumiu o meu sentimento de hoje. Beijos

  5. Esse texto descreve totalmente o que muita gente sente, adorei, muito bom!

  6. Isabela, só faltou colocar aí com todas as palavras: Ao solteiro, falta amor próprio. Só.
    Muito legal o texto.

  7. Lindo, lindo e lindo. Fico decepcionada com as pessoas que só querem um “amorzinho” pra passar o dia dos namorados juntos, só por status… o pior é que isso, infelizmente, esta se tornando algo muito normal.

  8. É a primeira vez que leio aqui e simplesmente adorei!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *