Bastidores, Destaque, Notícias

Traduzindo (e anagramatizando!) O Teorema Katherine

14 / março / 2013

Renata Pettengill, tradutora de O teorema Katherine e A culpa é das estrelas

Renata Pettengill, a tradutora de O teorema Katherine e A culpa é das estrelas

 

Por TAL GENTIL PARENTE*

Qual foi a primeira coisa que pensei quando recebi o original de O Teorema Katherine e, após lê-lo, constatei que meu trabalho não seria só de tradução, mas também de anagramatização?  EIS QUE BOM FADO!!!

A segunda foi imaginar se haveria algum site que gerasse anagramas automaticamente. NEM PERU RICO. Nesse mesmo dia, por coincidência, quando fui tirar aquela dúvida com o John por e-mail (vide o postA culpa é do John Green!”, aqui no Blog das Séries), comentei que já estava com O Teorema Katherine na fila, e ele respondeu dizendo que, sim, esse seria um desafio tradutório enorme (pediu até desculpas, prometendo nunca mais fazer uma coisa dessas comigo!), e indicando o site ao qual ele havia recorrido enquanto escrevia o livro, e que poderia me ajudar também.**

Assim que iniciei os trabalhos, sempre que deparava com uma palavra, uma frase, ou um nome próprio que o John havia anagramatizado no original, eu pegava a palavra ou a frase equivalente em português (ou o nome em questão) e UMA ILHA, AFINAL, PAZ com possibilidades de anagramas na nossa língua gerados pelo site, e outros gerados por mim, para escolher a melhor opção entre as que faziam sentido no contexto da história.

TÁ DE BARULHO, mas foi muito divertido!

Obviamente, o livro tem várias coisas interessantes além dos anagramas. Ele tem: ROMA, EMPIRISMO NO CHÁ, UVA TENRA, e outras que, se eu comentasse aqui, poderiam acabar estragando a surpresa…

Mas, uma coisa posso adiantar: A diversão é RI DA TANGA! 🙂

ABDFT!

Leia também: O teorema Katherine e seus desafios (matemáticos e tradutórios) 

_______________________________________________________________

*Tudo o que aparece em letras maiúsculas no texto acima foi anagramatizado.

** E, quem sabe, a vocês? http://wordsmith.org/anagram/advanced.html

Obs: Para ver as soluções dos anagramas do texto, selecione o espaço, aparentemente em branco, que está aqui em baixo. 🙂

TAL GENTIL PARENTE = Renata Pettengill

EIS QUE BOM FADO!!! = Que desafio bom!!!

NEM PERU RICO = Nem procurei

UMA ILHA, AFINAL, PAZ  = Fiz uma planilha

TÁ DE BARULHO = Deu trabalho

ROMA = Amor

EMPIRISMO NO CHÁ = Companheirismo

UVA TENRA = Aventura

RI DA TANGA = Garantida

ABDFT! = DFTBA!

Leia também: Um abundância de títulos

Tags , , .

Leia mais Bastidores

Marketing se aprende na estrada

Marketing se aprende na estrada

Leitura de avião

Leitura de avião

Sol da meia-noite: Como nasce um lançamento simultâneo

Sol da meia-noite: Como nasce um lançamento simultâneo

Uma visita ao anexo secreto de Anne Frank

Uma visita ao anexo secreto de Anne Frank

Comentários

20 Respostas para “Traduzindo (e anagramatizando!) O Teorema Katherine

  1. Demais! Mal posso esperar para ler. Como super fã das obras de John Green e aspirante à tradutora, pretendo ler ambas versões, a original e a traduzida em português. Acho que vai me ajudar bastante com meu próprio trabalho no futuro.
    Tenho certeza que você fez um ótimo trabalho e que todo o tempo gastado batendo a cabeça valeu à pena no final! rs
    Parabéns!

  2. Renata, ainda não li “O Teorema Katherine” (já não estou me aguentando de tanta ansiedade), mas li “A Culpa é das Estrelas” e fico extremamente feliz por essa oportunidade que a Intrínseca deu para você escrever. Mil parabéns pela tradução do livro! Como professor de inglês, é inevitável notar erros de tradução em palavras e expressões mesmo lendo em português. E com A Culpa, isso não aconteceu. Seu trabalho foi impecável! E lindo. Espero ver seus dedos em muitas e muitas obras. E espero que a Intrínseca continue publicando livros de ótima qualidade, como os do John Green.

  3. Quanto mais coisas leio sobre esse livro mais forte se torna a minha NECESSIDADE de tê-lo em minhas mãos e lê-lo *uuuuuuuuuuuuuu*

  4. Uauuuu!Deve ser muito interessante ser tradutora! A cada noticia que leio do livro fico mais curiosa…

  5. Oiiii, Renata, eu gostaria muito de conversar com você sobre tradução e essa área, porque eu gostaria de ser tradutora algum dia, mas tenho muitas dúvidas sobre a profissão. Será que você poderia me disponibilizar um e-mail ou algo do tipo?

  6. Renata fez um ótimo trabalho em “A culpa é das estrelas”! Parabéns!!!!

  7. Rê, você está se superando a cada John. Vou ler e depois comentamos.

  8. Vai ajudar bastante, sim, May! Boa sorte e obrigada!

  9. É só praticar! Você ficará ótima em anagramas em pouco tempo 🙂

  10. Você vai amar o livro, Evandro. Muito obrigada pelos elogios! O resultado satisfatório foi fruto de muita dedicação, mas não só minha. Toda a equipe que trabalhou na edição do livro está igualmente de parabéns!

  11. É muito interessante mesmo, Claudia! E o Teorema Katherine é mais ainda 🙂

  12. Oi, Bianca,
    Procure um bom curso de tradução. É um ótimo começo! Dê uma busca no Google. São várias as opções. Muitas editoras procuram indicações com os coordenadores desses cursos.

  13. Estranhei (e, honestamente, não curti) a tradução de “A culpa é das estrelas” em virtude da vasta (e cansativa) utilização de artigos antes dos nomes próprios. Existe alguma explicação para isso? Ou é apenas um estilo próprio da tradutora?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *