Listas

As histórias reais dos jogos de terror

8 / junho / 2017

 

It's me

Assim como filmes e séries, videogames podem ter estilos completamente diferentes. Seja em uma partida de futebol, em um reino destruído, abrindo portais ou preso em uma pizzaria abandonada, cada jogo é único em suas inspirações, mecânicas e enredos.

Muitas vezes, as histórias podem ter origens em acontecimentos do mundo real, e os jogadores podem nem saber disso. Separamos alguns games que, assim como a série Five Nights at Freddy’s e o livro Olhos prateados, foram baseados em histórias assustadoramente reais.

A história real que inspirou Five nights at Freddy’s: Olhos prateados

Five Nights at Freddy’s é uma das maiores séries de jogos de terror de todos os tempos. Com cinco jogos e milhões de cópias vendidas, será adaptada para os cinemas pela mesma produtora de Atividade Paranormal. O jogo é um sucesso em todo o mundo, incitando os fãs a investigarem e criarem teorias da conspiração.

A pizzaria do jogo e do livro, com seus robôs animatrônicos, pode parecer improvável para os leitores brasileiros, mas é relativamente comum nos Estados Unidos. A Chuck E. Cheese, assim como a Freddy Fazbear, era uma franquia de restaurantes famosa pelos personagens que alegraram os jantares das crianças durante a década de 1990. Mas as semelhanças não param por aí. Nas duas histórias, os restaurantes tinham como atração principal uma banda formada por quatro animais. O principal – Chuck E. Cheese no mundo real e Freddy Fazbear em Olhos prateados – era considerado o dono do estabelecimento. O visual dos restaurantes também é muito parecido. E, por último, um item importante na lista de semelhanças: assim como na Freddy’s, crimes horríveis aconteceram na Chuck E. Cheese.

Em dezembro de 1993 na cidade de Aurora, cinco pessoas trabalhavam depois do fechamento do restaurante. Sem que eles soubessem, uma sexta pessoa estava escondida na Chuck E. Cheese. Um ex-funcionário, com histórico de distúrbios psicológicos e em busca de vingança, apareceu e assassinou quatro funcionários. O quinto milagrosamente sobreviveu, se fingindo de morto após um tiro não letal.

Segundo a mais famosa teoria sobre Five Nights at Freddy’s, os quatro animatrônicos do jogo – Freddy, Bonnie, Foxy e Chica – teriam relação com as vítimas, suas posições no primeiro jogo da série inclusive seriam equivalentes aos locais das mortes. O sobrevivente seria o quinto animatrônico, o misterioso Freddy Dourado.

A teoria foi criada pelo canal americano do Youtube The Game Theorists e ganhou uma versão traduzida pelo canal brasileiro HueStation:

Slender: The Eight Pages (2012)

Em junho de 2012, um jogo independente de terror começou a fazer muito sucesso na internet: em Slender: The Eight Pages, o jogador controla uma pessoa perdida em uma floresta à noite e precisa recuperar oito páginas de um diário. Tudo seria muito tranquilo, se não houvesse uma figura alta, vestindo um terno e com um rosto assustadoramente pálido e sem olhos sempre atrás de você, o Slender Man. O jogador nunca pode chegar perto dele.

O jogo supostamente era adaptado de uma lenda da região da Romênia – mas tudo não passava de um grande boato na internet. O que deveria ser apenas um meme se tornou uma tragédia no mundo real. Em 2014, duas meninas de 12 anos que acreditavam ter entrado em contato com a criatura pálida em carne e osso acabaram cometendo um crime terrível. A perturbadora história virou um documentário da HBO.

 

A conspiração MK Ultra e Outlast (2013)

A terceira teoria talvez seja a mais maluca de todas.

No jogo Outlast, um jornalista recebe uma denúncia anônima de que experimentos ilegais estão sendo feitos com pacientes de um hospital psiquiátrico que foi dominado pelos pacientes mais perigosos. Ao entrar no hospital (não pergunte, em histórias de terror os personagens tomam decisões horríveis), o jogador se vê preso no local e, para sobreviver, precisa escapar de todas as loucuras e psicopatas.

Seria ótimo se fosse apenas um episódio fictício, mas até mesmo neste caso existe um (possível) fundo de verdade. A lenda urbana diz que na década de 1950, o governo americano (!!!) testou o impacto de substâncias alucinógenas em pessoas comuns, no que ficou conhecido como operação MK Ultra. Os “voluntários” desses testes se tornaram pessoas psicóticas e, sem capacidade de viver em sociedade, acabaram transferidas para hospícios no qual ficavam soltas, sem esperança de melhora ou qualquer forma de tratamento.

Leia mais Listas

Por onde e por que ler Neil Gaiman?

Por onde e por que ler Neil Gaiman?

Os melhores momentos de Jojo Moyes no Brasil

Os melhores momentos de Jojo Moyes no Brasil

Do que você seria capaz para viver no lugar perfeito?

Do que você seria capaz para viver no lugar perfeito?

7 livros infantis com mensagens importantes

7 livros infantis com mensagens importantes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *