Bastidores

Uma noite assustadora com Freddy

17 / maio / 2017

Por Talitha Perissé* e Bruno Machado**

Originalmente, o texto dessa semana sobre Five Nights at Freddy’s: Olhos prateados seria escrito pela Talitha. No dia 16 de maio, ela me mandou uma mensagem falando que ia ler um pouco do livro antes de dormir e desde então não apareceu mais na editora.

Toda informação que temos é a série de mensagens que ela me enviou naquela noite. Segue abaixo o registro da nossa editora de aquisições:

20h – QUE PORCARIA É ESSA QUE ESTOU LENDO?

20h45 – Caraca, essas criaturas são bizarras. Gezuis, vão matar essa menina

21h02 – Não entre no quarto, os animatrônicos vão te matar. Você nunca viu Chucky, o boneco assassino, miga?

As criaturas que a Talitha menciona são os quatro robôs de quase dois metros que ‘habitam’ a pizzaria abandonada Freddy Fazbear – Freddy, Chica, Foxy e Bonnie (ex̵i̵st͜ę u̸m̷ ͡q͡ui̷ntǫ). O curioso é que dez anos após o desaparecimento de cinco crianças no restaurante, as criaturas ainda estão funcionando. Estranho, não?

22h – Migos maneiros. Parece a galera do Scooby-Doo só que com mortes. Pera, mortes?!

23h  –  Ok, estou confusa. O que está acontecendo?

00h01 – Ainda não entendi bem só sei que é uma péssima ideia o que eles estão fazendo.

E a turminha do barulho é o grupo de amigos de Charlie, filha do (ex) dono da pizzaria. Depois do sumiço de um de seus amigos, a patota se separou e alguns até saíram da cidade. Eles se reúnem uma década depois para homenagear o desaparecido, Michael. M̸al̷͓̲ ̸̣̗͇̭s̥̯͕ͅa̶b̢̪i҉͙a̺̺ḿ̜ ̞͠e͔͖ļ̻̠̼̗e̯̕s͖̥͕̪ o҉͉̗͉̗̪n̺̞̳̯̻d̶͇̳̙e̟͔͚̯̭̖̜ ͏͉͚̬ḙ̯̗̗͓͖ͅs̴͖̗t̵̮̯̭͔̩̦̻a̞̘v̵̗a̗̻̬͈͕͙ṃ̵̼̞̠͇͉̖ ̥̥̰̦ͅs̫̬e̼̕ ̹̻̪̙̱̫m̟͔̖̗͇̜͇e̴̠t̷̖̟͕͎̥̦̩e͚̫͚n̦͍̣̩̕d͘o̗̱̥̙..̝̰̯̟̳͓.̲͎̭

00h30 – Eu não consigo parar de ler esse livro e está tudo escuro. QUE SOMBRA É ESSA QUE EU VI

00h45 – Ufa, a sombra era só minha camisa pendurada no cabideiro. Tudo bem, estou segura. Meu cobertor vai me proteger. Lerei no escuro em paz e nada de mau vai me acontecer.

01h00 – Meu pé escapou da coberta. EU SENTI ALGO ENCOSTANDO EM MIM. FREDDY, É VOCÊ??? QUEM TEVE ESSA IDEIA ESTÚPIDA DE LER NO ESCURO?

01h30 – Já estou mais calma. Posso voltar para leitura

02h00 – Meu Deus, o que vai acontecer com essa turminha do barulho?

02h48 – Por que as pessoas sempre se separam? Não se separem!

03h – N͞ão.͡consi̸go.par͝àr.͜de.̕ler̴.mànd͢e̷m͠.̢aju̷da ̸

Bom, isso é tudo que sabemos sobre o paradeiro da jovem Talitha. Se você tiver notícias dela, pedimos que entre em contato nos comentários deste post. Qualquer ajuda é bem-vinda.

E, se você gosta de histórias assustadoras sobre uma galerinha da pesada se envolvendo em confusões sobrenaturais, ou se já conhece a série de jogos Five Nights at Freddy’s e quer entender melhor a história por trás dos sustos, leia um trecho de Olhos prateados.

 

*Talitha Perissé é editora assistente de aquisições, acredita que gifs deveriam ser uma maneira formal de comunicação e que cobertores são armaduras mais protetoras que adamantium.

Seu paradeiro no momento é desconhecido. Se alguém a vir, ela gosta de chocolate e sorvete de pistache. Cuidado ao se aproximar.

**Bruno Machado é assistente de redes sociais e certa vez chegou na editora com cicatrizes bizarras e estranhos olh̨͘o̡s ͏̢́ṕ̶͘r̵̛̕a̛͘t͘҉̶e̸̕͠a̷d͜͠o̴s̶͝.

Tags , , , .

Leia mais Bastidores

As fases do medo com Five Nights at Freddy’s: Olhos prateados

As fases do medo com Five Nights at Freddy’s: Olhos prateados

O universo não se importa. Ainda bem.

O universo não se importa. Ainda bem.

Conhecendo Paris (e nós mesmos) com Jojo Moyes

Conhecendo Paris (e nós mesmos) com Jojo Moyes

Duas perguntas por dia

Duas perguntas por dia

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *