Bastidores

Por que é tão difícil editar séries de fantasia?

17 / outubro / 2016

Por Flora Pinheiro*

abcc8zgpp01uagxiav9f

Traduzir séries de fantasia é um desafio. (Fonte)

Quando a Intrínseca resolveu apostar na série A Roda do Tempo, a felicidade foi grande. Não só da parte dos fãs que já conheciam a obra, mas também dentro da própria editora. Trabalhar com livros sempre foi o sonho de muitos de nós. Trabalhar com os livros que a gente sempre teve vontade de ler é melhor ainda.

Entretanto, não é simples editar uma série de 14 volumes. Não só pelo tamanho de cada livro, mas principalmente pela riqueza do universo. Como optar pela tradução específica de um termo fictício, que pode repercutir três ou cinco livros depois, quando ainda estamos nos familiarizando com esse novo mundo? Além disso, autores de fantasia amam profecias que aparecem no comecinho da história e só vão se concretizar lá nos últimos volumes. E elas não podem ser claras e compreensíveis, óbvio, ou seriam spoilers, não profecias. E aí, como se resolve isso?

rodadotempo5-copiaNossa saída foi a seguinte: além de escolher com todo o cuidado a equipe “tradicional” que trabalha no livro (tradutor, preparador de texto, revisores etc.), decidimos investir também em uma consultoria técnica para a série. Às vezes, nem as maravilhosas enciclopédias dão conta de todas as nossas dúvidas, então é importante ter o pitaco de alguém que ama e conhece profundamente a série. Isso já nos salvou muitas vezes!

Um desafio ainda maior neste caso são as padronizações. Temos muitas pessoas trabalhando juntas com o objetivo de levar o melhor livro possível para o leitor. Às vezes, algum termo ou nome de personagem está traduzido de um jeito e, depois de debatermos o assunto, a gente encontra uma solução mais adequada e muda de ideia. E lá vamos nós de novo, passar mais um pente-fino no texto para que não escape nenhuma ocorrência antiga. Depois do tradutor, pelo menos mais três pessoas leem o livro, prestando atenção nesse tipo de detalhe. Afinal, se no primeiro livro a Nynaeve pede para ser poupada desses homens que pensam com os cabelos do peito, a expressão não pode mudar no volume seguinte (se dependesse de mim, essa expressão dela apareceria até na capa dos livros, logo embaixo do título).

Sempre apareço creditada como editora nos livros de Roda do Tempo. Isso significa que, além de trabalhar no texto, também faço a ponte entre todas as outras pessoas envolvidas no projeto (tradutores, preparadores de texto, revisores, diagramadores, designer…), e costumo dialogar com os colaboradores as dificuldades que aparecem durante o trabalho. Depois da faculdade de produção editorial, minha especialização foi em tradução. E lá nas minhas aulas de tradução, havia um tema muito discutido: o intraduzível. Sotaques, muitas vezes, ficam pelo caminho. Afinal, não dá para botar uma pessoa da área rural dos Estados Unidos falando com o sotaque do interior do Brasil, por exemplo. E os teóricos da tradução diziam (de um modo bem mais acadêmico): aceita que dói menos. Algumas coisas sempre se perdem de uma língua para a outra. Vida (e livro) que segue.

Só que a nossa equipe é teimosa. E então pensamos: e se a gente tentar traduzir os sotaques? Não é sempre que as editoras fazem isso. Mas nosso raciocínio foi: uma das coisas mais legais nos livros do Jordan é o próprio universo construído pelo autor. Cada povo tem um sotaque, cada personagem tem seu jeitinho de se expressar. Alguns falam piratês (ao contrário dos países de língua inglesa, nós não temos piratês consolidado em português, infelizmente), outros vivem citando ditados populares envolvendo peixes (meu conhecimento sobre peixes, reais ou imaginários, aumentou muito desde que comecei a trabalhar na série) e certos povos adoram “falar bonito” e soam meio pedantes.

Isso faz com que a nossa equipe troque e-mails meio inusitados. “Que tal se o povo tal não começar as frases pelo sujeito? E se aquele povo que erra a negativa no original em inglês não usar a palavra ‘não’? Vocês acham que ficar repetindo “no caso” é um bom vício de linguagem? “O senhor, no caso, é um cabeça de lã!” E assim por diante.

Parece meio detalhista e esquisito, né? Bem-vindos ao mundo editorial! Já são três anos dedicados à série, imersa em todos esses detalhes. Fico muito feliz por poder me aprofundar no universo do Jordan a cada livro (e ouvir novos ditados da Nynaeve). Assim como os fãs, mal posso esperar pelo próximo.

 

*Flora Pinheiro é editora, revisora, tradutora e, ora ora, escritora.

Tags , , , , .

Leia mais Bastidores

Como convencer seus amigos a ler A Roda do Tempo

Como convencer seus amigos a ler A Roda do Tempo

14 coisas que você precisa saber antes de começar a ler A Roda do Tempo

14 coisas que você precisa saber antes de começar a ler A Roda do Tempo

Uma noite assustadora com Freddy

Uma noite assustadora com Freddy

Por onde e por que ler Neil Gaiman?

Por onde e por que ler Neil Gaiman?

Comentários

11 Respostas para “Por que é tão difícil editar séries de fantasia?

  1. Parabéns pela atenção com os fãs da série e de fantasia no geral, atirar de não ter lido na língua original penso que estão fazendo um ótimo trabalho com a série no Brasil, apesar de pensar que faltava divulgação para série, já que como fãs queremos que cada vez mais pessoas possam conhecer esse universo fantástico e que com maiores vendas a editora possa ter mais recurso para trabalhar com a série. Apesar de curtir as capas acho muito simples e pouco atrativas para quem não conhece ter interesse. Quanto a tradução, eu curto muito acho que fazem um bom trabalho, alguns termos utilizados são memoráveis e até muitas vezes utilizados pelos fãs, quem é que nunca chamou alguém de chamejado. A divulgação da série pelas redes sociais melhorou bastante ultimamente mas ainda acho que poderia ser melhor, postar alguma arte sem spoiler e uma frase bacana já ajuda bastante.
    Continuem fazendo este trabalho lindo com a série e contem sempre com o apoio dos fãs. Obrigado.

  2. Fico muito feliz em saber que a Roda do Tempo é tratada com todo esse carinho e dedicação. Nós leitores temos o hábito de criticar e reclamar quando precisamos esperar pelo lançamento ou tradução de um livro que queremos muito ler mas, a maioria não sabe detalhes sobre como as editoras conseguem trazer estes livros até nós. Por mais post como esse em todas as editoras!

  3. Só temos de agradecer e muito pelo trabalho fantástico que fazem nessa maravilhosa série.

  4. Que texto maravilhoso!!! Vou usar pra quando as pessoas reclamarem!!! Aprendi um pouco sobre as traduções!!! Muito bom! <3 Amei.

  5. Eu só tenho que agradecer por essa energia pela série, que tanto amo. É um carinho inestimável que sinto ao vê-los em minha coleção! Ansioso pelo próximo desde já <3

  6. Eu só tenho a agradecer pelo ótimo trabalho que estão fazendo,o importante é que os livros continuem saindo regularmente,só espero que não demore muito.Mas enfim,se a editora terminar a obra terão a minha eterna gratidão.
    Continuem com o ótimo trabalho.

  7. Agradeço á editora por ter nos proporcionado essa maravilhosa experiência que é ler A Roda do Tempo. Continuem com esse empenho e creio que em breve teremos todos os livros traduzidos. Nós fãs também temos que fazer nossa parte e incentivar novos leitores a se aventurar por essa incrível saga. Seremos gratos por esse sucesso.

  8. Agradeço á editora por ter nos proporcionado essa maravilhosa experiência que é ler A Roda do Tempo. Continuem com esse empenho e creio que em breve teremos todos os livros traduzidos. Nós fãs também temos que fazer nossa parte e incentivar novos leitores a se aventurar por essa incrível saga. Seremos muito gratos por esse sucesso.

  9. Se já não é tão fácil traduzir um texto comum, imagine traduzir todo um livro. Bom, meus parabéns para toda a equipe. Vocês têm feito um ótimo trabalho.

  10. Ansiosa pra ter todos esse volumes morando comigo, em minha vida e minha mente. Fantástico, o trabalho de vocês. Obrigada por possibilitar a vinda da série pro nosso país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *