Notícias

Uma dúvida que todos nós tivemos: Lar ou orfanato, eis a questão

12 / julho / 2016

Por Danielle Machado*

postbibliotecadealmas

Antes de publicar os livros de Ransom Riggs no Brasil, nós na editora já éramos fãs incondicionais de Jacob, dos peculiares e da querida srta. Peregrine, e uma coisa que sempre nos bateu como dúvida era a escolha da palavra “orfanato” como tradução de “home”, a casa da srta. Peregrine que dá título ao primeiro livro e à série.

Era consenso notório aqui na Intrínseca que aquele lugar mágico protegido pela fenda temporal de 3 de setembro jamais deveria se chamar orfanato, mas sim “lar”. A propriedade de Peregrine não recebe órfãos no sentido estrito, não é um abrigo para crianças sem pais. A srta. Peregrine protege os peculiares sob o teto de sua própria casa, como uma grande e amorosa família.

Na ocasião da publicação de Cidade dos etéreos, o segundo livro da série, primeiro a ser editado aqui na Intrínseca, nossa primeira ideia era usar a palavra “lar”, mas acabamos cedendo a não mexer no termo que já estava, digamos, “cunhado” entre os leitores (e também entre nós, é bom dizer). Porém, as pulguinhas da insatisfação nos acompanharam até agora, insistentes e cheias de razões, clamando constantemente: “Não é orfanato!”, “Não é orfanato!”, “Não é orfanato!”…

Tínhamos pela frente a publicação de Biblioteca de almas e uma nova chance de fazer a escolha certa. Foi quando nossos colegas da Fox responsáveis por lançar no Brasil o filme inspirado no livro sinalizaram que, também pra eles, “lar” era a palavra ideal. Era a voz que faltava no clamoroso coro das pulguinhas.

Apesar do coração partido (mesmo certos de que a mudança era necessária, sabíamos que haveria quem preferisse a forma anterior) e apesar da trabalheira que teríamos pela frente (rever não só o trabalho já quase pronto em Biblioteca de almas, mas também o que foi feito em Cidade dos etéreos e o que está em andamento em Contos peculiares, que sai no Brasil em setembro), decidimos fazer o que devia ser feito: a srta. Peregrine e os peculiares agora têm seu justo e apropriado lar. E as pulguinhas da dúvida devem ter ido procurar o delas.

*Danielle Machado é editora. Gosta de cinema, TV, livros, internet e quaisquer outros entretenimentos que se possa desfrutar sentado no sofá, sem gastar energia. Agora mesmo está exausta.

Leia mais Notícias

O universo sombrio de Tim Burton

O universo sombrio de Tim Burton

Divulgados pôsteres individuais de O Lar das Crianças Peculiares

Divulgados pôsteres individuais de O Lar das Crianças Peculiares

Veja a capa e a data de lançamento do novo livro da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares

Veja a capa e a data de lançamento do novo livro da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares

Coleção Pipoquinha traz de volta os clássicos dos anos 80 e 90 em livros ilustrados

Coleção Pipoquinha traz de volta os clássicos dos anos 80 e 90 em livros ilustrados

Comentários

19 Respostas para “Uma dúvida que todos nós tivemos: Lar ou orfanato, eis a questão

  1. Olá! Achei ótima a explicação, já que temos muitos fãs de livros que odeiam quando as séries ficam diferentes :/
    A pergunta que fica é: Vocês irão disponibilizar as Jackets de Cidade dos Etéreos com o nome da série modificado?

  2. E o que acontecerá com quem adquiriu o livro com o termo “inadequado” ( desculpe, não achei palavra melhor)? Eu sou leitora feroz da Intrínseca, e já estava chateada com as capas diferentes (o primeiro livro em brochura simples e o segundo com capa dura), e agora os nomes serão diferentes… Adoro vcs, mas estou muito triste em ficar com a coleção que nem vai ter carinha de coleção.

  3. É muito bom saber sobre, porém, gostaria de saber se vocês tem a intenção de comprar os direitos autorais do primeiro livro da série, e se pretendem lançar um box. Porque será ótimo ter todos da mesma editora, e o box deles, pelo menos pra mim já é um desejo de consumo.

  4. Já que vocês decidiram mudar o nome da série a partir do 3º livro, o mínimo que poderiam fazer eram retirar o “orfanato”, presente no livro 2, e substituir por “lar”; assim não ficaria tudo muito bagunçado. Ah, seria ótimo para nós, fãs, ver o livro 1 ser lançado em capa dura por vocês, já que a versão da Leya é feita em brochura.
    Obrigado.

  5. Olá, Paulo!

    As próximas edições de Cidade dos Etéreos já virão com “O lar” ao invés de “O orfanato”.

    Sobre o primeiro livro, no momento não temos informações.

  6. No momento, não temos informações sobre o primeiro livro.

  7. Esse livro é perfeito. Rico em detalhes, uma narração incrível. Toda a história lhe envolve na atmosfera em que a história se passa. Recomendo para todos . Amei mesmo

  8. Preciso confessar que adorei a explicação de vocês, mas admito que gosto do termo “Orfanato” e acredito… Se me permitem dizer, que a editora poderia ao menos ter criado uma votação entre os fãs, em vez de tomarem a decisão, sozinhos… Afinal nem todo mundo vai gostar! Muitos de nós já nos acostumamos ou nos apegamos ao nome, mesmo sendo lar da Srta. Peregrine acredito que faz jus ao contexto sombrio que os livros carregam, e realmente esta virando uma bagunça! O primeiro livro já não foi publicado por vocês agora a mudança do nome? Estou triste mas o que posso fazer?

  9. Gostei da explicação, mas quando eu adquiri o terceiro livro vai ser como se eu tivesse três livros e nenhum deles fosse da mesma coleção. O primeiro tem capa simples, o segundo tem capa dura e removível e o terceiro muda o título da saga? Futuramente vocês irão lançar edições novas com tudo bem bonitinho e certinho, e quem já comprou? Compra de novo? Isso acaba sendo ridículo e um descaso com os fãs.

  10. O segundo livro terá versões com “O Lar” também.

  11. Onde consigo o segundo livro com a versão “O Lar”???

  12. Intrínseca,fiquei super feliz com a notícia.Já está disponível Cidade dos Etéreos com a versão “O Lar”?

  13. Olá! Gostaria de saber se há previsão de lançamento da edição digital de Biblioteca de Almas. Grata.

  14. Olá! Agradecendo a gentileza da resposta, gostaria de especificar minha pergunta sobre o conteúdo digital para leitores do Lev, reader da Livraria Saraiva, que é o meu caso. Será vendido na Saraiva? Ou somente nos já disponibilizados?

  15. Oi. Gostei e concordo com a explicação. Uma pergunta. Eu vi em algum lugar alguns dias atrás uma entrevista onde o Ransom dizia que vai escrever mais livro da série, falando agora sobre como estão as coisas no presente, mas não consigo lembrar direito o ano que ele pretende lançar, e não achei a informação. Eu vi coisas, ou vai existir mesmo e ele disse 2017?

  16. Olá! No momento, não temos nada confirmado oficialmente. =/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *