Notícias

Lionel Shriver apresenta “Grande irmão” aos brasileiros

5 / dezembro / 2013

Grande irmão_blog

Por Lionel Shriver

Sempre penso nos brasileiros como um povo esbelto e sensual, por isso, fiquei surpresa ao saber que a obesidade é uma preocupação crescente no Brasil. A gordura parece ser o preço da prosperidade. O estranho é que, tal como acontece nos Estados Unidos, o excesso de peso entre vocês é, cada vez mais, um problema dos pobres. E isso não faz sentido, faz? Não são os ricos que podem bancar a despesa de comer mais? Minha teoria é que, muitas vezes, comer em demasia é um sinal de deficiências em outras áreas da vida — um sentimento maior de insatisfação, que pilhas de batata frita não têm como remediar.

Grande irmão é um livro sobre comida, sobre gordura — questões sociais que são também profundamente íntimas: como nos sentimos quando nos olhamos no espelho, ou quando vemos uma fotografia nossa. O juízo que fazemos sobre as pessoas, dependendo do quanto elas pesam. O romance pergunta: santo Deus, por que comer ficou tão complicado?

Passei a ter um carinho especial pelos leitores brasileiros desde que estive na FLIP, em Paraty (a melhor festa literária de que já participei, com toda franqueza), e descobri toda uma base da fãs da qual eu não tinha conhecimento. Fiquei sem jeito com a grande generosidade de todos. Eu sempre me impressiono com os leitores estrangeiros, que se dispõem alegremente a dar um salto da imaginação para um romance que se passa em outro lugar. Portanto, em Grande irmão, sejam bem-vindos ao Iowa, o “celeiro” do centro-oeste americano, a pátria da glucose de milho, com seu notório alto teor de frutose. Mas não recomendo a leitura desse livro, em particular, acompanhada de um cremoso brownie. De preferência, deve-se ter à mão um desolador potinho de queijo cottage de baixa caloria e uma bolacha de arroz.

Tradução de Vera Ribeiro

 

Leia mais Notícias

BIOGRAFIA DA AMAZON GANHA PRÊMIO

BIOGRAFIA DA AMAZON GANHA PRÊMIO

DAVID WALLIAMS, UM ARTISTA MULTIFACETADO

DAVID WALLIAMS, UM ARTISTA MULTIFACETADO

Humanos e máquinas estão em guerra em Descender, novo quadrinho de Jeff Lemire

Humanos e máquinas estão em guerra em Descender, novo quadrinho de Jeff Lemire

Confira as fotos da sessão de autógrafos com Míriam Leitão na Bienal do Livro Rio

Confira as fotos da sessão de autógrafos com Míriam Leitão na Bienal do Livro Rio

Comentários

10 Respostas para “Lionel Shriver apresenta “Grande irmão” aos brasileiros

  1. Shriver é DIVA. Sempre antenada, é mestre em nos “cutucar” com assuntos pertinentes que nos fazem refletir. Ansiosa para ler esse livro! 🙂

  2. Adoro a escritora e já estou lendo o quarto livro dela em um período de 1 ano. Grande irmão com certeza será devorado proximamente com alegria!

  3. Eu amo os livros da Shriver, tenho todos (inclusive “Grande irmão”) e me surpreende a objetividade da autora acompanhada de uma ironia perversa e, por incrível que pareça, perfeitamente verossímil, que cada uma das suas obras trás.

  4. Lionel é dessas grandes autoras que a Intrínseca conseguiu trazer para o leitor brasileiro (juntamente com, dentre outros, Jennifer Egan). Ela, seguramente, é uma escritora que orgulha o catálogo de uma editora, e que faz de nós, leitores, pessoas melhores, ao nos trazer não apenas uma grande obra, que nos mantêm presos à leitura, mas livros que nos fazem refletir, repensar, sermos pessoas melhores.

  5. Por gentileza, há alguma chance de traduzir o “A Nova República” para o Brasil? Grato pela atenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *